Geriatras indicam como vovós e vovôs devem se comportar para terem qualidade de vida

Envelhecimento saudável

Mantenha uma alimentação adequada e fracionada de 3 em 3 horas. 0 que diz o geriatra: a dieta tradicional do brasileiro, com arroz, feijão, salada, carne e uma fruta como sobremesa é uma ótima opção. Mas é preciso alterar o café da manhã: o idoso deve acrescentar fruta ou suco natural, além do café com leite e pão com manteiga.

Atividade física

O que diz o geriatra: são necessários 20 minutos por dia de caminhada para fazer efeito. “Porém, não vale dizer que você anda o dia inteiro em casa, você tem que sair para exercitar-se”, afirma Norton Sayeg.

Atividade social

O que diz o geriatra: “o ser humano precisa se sentir útil, portanto, os mais velhos precisam fazer qualquer atividade que seja voluntária e prazerosa, como cuidar do neto, frequentar a igreja e fazer trabalhos sociais”, alerta.

Consulta médica regular

O que diz o geriatra: “a maioria das doenças do envelhecimento, como diabetes, osteoporose e pressão alta, são silenciosas e podem ser identificadas com exames simples, solicitados pelo médico”, alerta.

A família e os idosos

  • Muitas pessoas, à medida que envelhecem, são isoladas pelos filhos, netos, etc. Às vezes, ao tentar protegê-los por algum problema físico, como surdez, dificuldade de enxergar, andar ou falar, os familiares impedem que os idosos realizem as atividade que, anteriormente, eram comuns ao seu dia a dia.
  • A família deve incentivar os mais velhos a fazerem o que lhes dá prazer, sejam tarefas domésticas ou trabalhos artesanais e até serem voluntários em alguma instituição.
    “Isso evita que a pessoa fique deprimida e a envolve mais com a família, impedindo que se sinta excluída ou dependente”, avalia Sayeg.
  • É importante que a família fique atenta a cada alteração na saúde dos vovôs, pois é comum eles terem dificuldade de visão, perdas de memória e depressão, mas não, isso não significa que é normal.
  • “Depois dos setenta anos, 80% das pessoas apresentam algum tipo de doença. No entanto, se houver cuidado, pode-se curar muitas delas ou pelo menos controlá-las” diz o geriatra.

Instituto de Geriatria

O órgão oferece atendimento à saúde em várias especialidades médicas, assistência odontológica, reabilitação e atividades de convivência.

“O envelhecimento é um desafio e, para superá-lo, é necessário contarmos com serviços especializados que pensem na assistência aos idosos de um modo mais amplo e que venham a contribuir com a qualidade de vida dessas pessoas”, revela Paulo Pellegrino, médico ligado ao Instituto de Geriatria e Gerontologia.

Fonte: Cozinha Prática Emagreça com Saúde 2 – Vol. 1 – Pág. 22

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Ingresse seu nome