Tratar a hipertensão exige mudanças nos hábitos de vida. Que tal começar agora uma caminhada? A prática regular de atividades físicas é uma das coisas que mais contribui para manter a pressão arterial sob controle.

Segundo a professora da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (USP), Cláudia Forjaz, os exercícios físicos previnem a hipertensão e mantêm a pressão arterial estável em pessoas que já têm hipertensão. “Os exercícios agem no sistema nervoso, na produção de hormônios e na dilatação dos vasos sanguíneos, reduzindo a pressão”, afirma a especialista.

Qual atividade física?

Caminhar, dançar, nadar e andar de bicicleta. Essas são algumas atividades aeróbicas indicadas para os hipertensos. A nutricionista e personal trainer Bruna Carneiro dá a dica. “Evite exercícios em que o predomínio é a explosão e muita força como a luta. Prefira exercícios aeróbicos, que usem uma força moderada, como natação, bicicleta, caminhada, basquete”. Também são indicados o ciclismo, que pode ser feito em bicicleta ergométrica e a hidroginástica, de menor impacto.

Em casa

Atividades cotidianas também gastam a energia acumulada ao longo do dia, contribuindo para uma vida saudável. Tente, quando for a lugares próximos, trocar o carro pela caminhada. Se for subir poucos andares, utilize as escadas, em vez do elevador. Aproveite o tempo livre para dançar ou passear com o cachorro.

Frequência e intensidade

Pessoas que sofrem com pressão alta devem realizar atividades físicas regularmente. É recomendável a prática de exercícios de 3 a 5 vezes por semana, durante 30 minutos. Não apenas a hipertensão ficará sob controle, mas a eficiência do coração irá melhorar e a quantidade de gordura corporal pode diminuir.

Benefícios para o organismo

A prática de atividades físicas não ajuda apenas a manter a pressão arterial sob controle. Os benefícios para o corpo são inúmeros. Ocorre um aumento de HDL (bom colesterol) e uma diminuição de triglicérides (tipo de gordura).

De maneira geral, o rendimento do coração tem uma melhora significativa. O órgão se torna mais eficiente, evitando arritmias, infartos, isquemias, entre outros.

Os exercícios auxiliam ainda na queima de energia, reduzindo o peso corporal. Ao perder peso, você mantém seu coração livre de doenças!

Fonte: Cozinha Prática Emagreça com Saúde 2 – Vol. 5 – Pág. 16

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Ingresse seu nome

2 × dois =