Mesmo que a saúde aparente estar em perfeito estado, é fundamental realizar alguns testes de rotina e ter certeza de que tudo está bem. Confira os principais exames indicados para cada idade

Todos os anos, separe alguns dias para agendar todas as consultas necessárias: é o médico quem vai pedir os exames, de acordo com o histórico familiar e as necessidades de cada paciente. “E é o médico o único que pode interpretar com exatidão os resultados, pois tem todos os outros dados clínicos do paciente”, afirma o patologista Hélio Magarinos Torres Filho. Ou seja, após a consulta, não menospreze o retorno!

A partir dos 20 anos

Homem: é comum que os testes que detectam doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) só sejam feitos após o aparecimento de sintomas, mas o ideal é que todo homem com vida sexual ativa realize exames de HIV e hepatite B. A hepatite, por exemplo, pode permanecer por até 20 anos sem apresentar sintomas.

Mulher: papanicolau e ultrassom transvaginal são recomendados para mulheres que já iniciaram a vida sexual. O primeiro verifica alterações nas células do colo do útero, que podem indicar tumores, além de infecções e lesões. Já o ultrassom pode detectar problemas como cistos no ovário e miomas.

Homem e Mulher: “Todos os exames que podem indicar risco de doenças cardíacas, como dosagem de lipídeos e de metabolismo da glicose, devem ser realizados anualmente”, indica o patologista. Em consultas de rotina, o ideal é que a pressão arterial também seja medida. A frequência para repetir os exames pode ser diferente caso o paciente apresente alterações.

Após os 40 anos

Homem: a partir dessa idade, todos os homens devem ficar mais atentos ao câncer de próstata. Exame de sangue, de toque, ultrassom e colonoscopia são os testes capazes de detectar o problema.

Mulher: “0 câncer de mama deve ser investigado a partir dos 40 anos na população em geral e mais cedo em casos específicos”, recomenda o clínico geral Luis Fernando Correia. O exame que pode detectar o problema é a mamografia, repetido anualmente, além do autoexame das mamas, que deve ser feito todos os meses.

Homem e Mulher: o eletrocardiograma e o teste ergométrico são indicados para se certificar de que o coração está trabalhando normalmente. Podem detectar doenças cardiovasculares e hipertensão.

A partir dos 50 anos

Homem: o câncer de pulmão é mais comum em homens. O ideal é sempre ficar longe do cigarro, mas tumores podem se desenvolver mesmo após o fim do tabagismo. Portanto, principalmente quem já foi fumante deve consultar um pneumologista.

Mulher: com a chegada da menopausa, as mulheres ficam mais suscetíveis a alguns problemas, como a perda de massa óssea. Assim, o indicado é realizar uma densitometria óssea. Exames de dosagem de hormônios tireoideanos também são importantes.

Homem e Mulher: a endoscopia e a colonoscopia servem para detectar tumores no estômago e no intestino. Alguns médicos recomendam a realização uma vez por ano. Doenças como catarata e glaucoma também são mais comuns nessa idade e, por isso, é indispensável consultar o oftalmologista.

Depois dos 60 anos

Homem e Mulher: na terceira idade, existe uma maior preocupação com doenças cardíacas, diabetes e processos cancerígenos. “Então, além dos exames habituais como dosagem de colesterol, devem ser acrescentados testes para detecção de diabetes, não apenas a dosagem de glicose no sangue, mas também um exame que detecta os valores médios dos últimos dois meses da glicemia, que é a hemoglobina glicolisada”, explica Hélio. A dosagem de algumas vitaminas, como a D, também é importante em idosos, pois existe uma maior incidência de fraturas ósseas em quem tem níveis baixos dessa vitamina.

Fonte: Cozinha Prática Emagreça com Saúde 2 – Vol. 5 – Págs. 26 e 27

 

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Ingresse seu nome

5 × dois =