É a respiração que dá o ritmo ao exercício, trabalhando força com resistência. A técnica praticada durante o pilates não deve ser utilizada no dia a dia, mas melhora automaticamente a capacidade respiratória

Aprender a respirar: a recomendação pode parecer estranha, já que a respiração é uma ação praticamente automática, presente o tempo todo, a vida inteira. Mas, durante uma situação de raiva, por exemplo, é preciso se lembrar de respirar fundo e esperar o sentimento ruim passar.

Durante os exercícios de pilates, saber inspirar e expirar nos momentos certos também faz toda a diferença: ajuda a controlar os movimentos, facilita a estabilização da coluna e a movimentação dos membros.

“É a respiração que dá o ritmo ao exercício, trabalhando força com resistência. A técnica praticada durante o pilates não deve ser utilizada no dia a dia, mas melhora automaticamente a capacidade respiratória”, informa a fisioterapeuta Andressa Massaroli Bosco.

Relaxando

Uma vez aprendida a técnica de respiração, ela pode ser usada fora dos exercícios, com o objetivo de relaxar. Por necessitar de concentração e melhorar a oxigenação do sangue, a respiração profunda e controlada afasta o estresse e a ansiedade.Treinar a respiração pode, inclusive, melhorar a qualidade de vida de ex-fumantes e pessoas com problemas respiratórios.

Passo a Passo

A respiração deve ser sincronizada com os movimentos do exercício. Por exemplo, durante o exercício chamado de ponte simples, inspira-se ao levantar o quadril e expira-se ao abaixá-lo. Procure puxar o ar pelo nariz e soltar totalmente pela boca. Para se familiarizar com a técnica de respiração do pilates, confira um exercício simples:

1 – Sente-se de modo confortável em um colchonete. Fique com as costas retas e os ombros relaxados. Mantenha o abdómen firme e inspire profundamente pelo nariz.

2 – Expire pela boca, com a mesma duração da inspiração. Contraia o abdómen, empurrando-o como se tentasse levar o umbigo à coluna vertebral.

3 – Faça uma série de 10 a 20 repetições, concentrando-se no relaxamento e na posição da coluna.

A técnica de controlar o abdômen também deve ser realizada durante os demais exercícios.

Benefícios da boa respiração

• Diminui o fluxo dos pensamentos durante os exercícios, acalmando a mente.

• Aumenta a concentração para realizar os movimentos.

• Diminui a insónia.

•Aumenta a capacidade pulmonar.

• Relaxa a musculatura.

• Oxigena melhor o sangue.

• Mantém a temperatura corporal estável.

• Equilibra a pressão arterial.

• Suaviza as dores do parto se for treinada durante a gravidez.

• Energiza o corpo, aumentando a disposição.

• Energiza o corpo, aumentando a disposição.

• Ajuda na renovação celular.

Fonte: Cozinha Prática Emagreça com Saúde 2 – Vol 4 – Pág. 16

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Ingresse seu nome

9 − 2 =