Alguns cuidados devem ser tomados na hora da compra e do armazenamento dos peixes. Confira!

É impossível não se preocupar com a qualidade dos alimentos que se leva à mesa. Oferecer sempre o melhor para a família é um hábito constante, que exige atenção e diversos cuidados. Na hora de comprar frutas e verduras, por exemplo, fica mais fácil observar se os produtos estão frescos ou não: basta sentir a textura e observar a cor para saber se o alimento já passou da validade. Mas e com os peixes? Confira abaixo um guia rápido de como escolhê-los e tenha sempre o melhor à mesa!

A escolha certa

Na hora de comprar o peixe, alguns detalhes devem ser observados para atestar a sua qualidade. Os olhos devem estar claros e as escamas firmes. O odor do peixe também é outra característica a ser sentida com atenção: o ideal é que ele seja o mais suave possível, com cheiro de ‘mar’.Também é necessário apalpá-lo, a fim de atestar sua consistência, que deve ser rígida.

O armazenamento correto

Este é um fator muito importante, pois, de nada adianta escolher o peixe corretamente e armazená-lo de forma incorreta. “Qualquer peixe só pode ficar na geladeira durante 24h. Se ele não for consumido, ele deve ir para o freezer. Mesmo congelado, esse peixe não pode permanecer no freezer por mais de três meses”, conta a nutricionista Vivian Goldberger. Uma boa notícia é que, quando o peixe sofre o congelamento, continua sendo um alimento saudável. “O peixe não pode ser guardado inteiro, ele deve ser limpado e separado. 0 peixe congelado não perde os nutrientes. Não pode temperar o peixe antes de congelar. Se temperar, tem que prepará-lo para somente depois congelá-lo. Depois de cozido, o peixe pode ser congelado, também por três meses”, aconselha Vivian.

Na hora de preparar

Depois de ter feito a escolha correta do peixe, é importante que o cozimento seja muito bem feito, pois podem existir algumas bactérias presentes na carne, vindas das águas, fragmentos estes que são impossíveis de serem vistos a olho nu. Portanto, é preciso ter atenção redobrada e, claro, atestar a procedência do alimento antes de levá-lo para casa.

Descongelar mais de uma vez é uma fria!

Esta dica não serve só para os peixes, mas para qualquer tipo de carne a ser consumida. “Qualquer alimento que foi descongelado não pode mais ser congelado. A partir do momento em que você descongelar, você deve usá-lo no máximo três dias depois”, aconselha Vivian.

Fonte: Cozinha Prática Emagreça com Saúde 2 – Vol. 5 – Pág. 10

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Ingresse seu nome

oito + treze =