Não tem segredo!

A reeducação alimentar é a única saída possível para quem quer emagrecer ou preservar a saúde. Comendo um pouquinho de tudo, dá para manter a boa forma e prevenir várias doenças

Associada à prática de exercícios físicos, a reeducação alimentar é a solução definitiva não só para quem quer emagrecer, mas para quem preza por boa saúde. Ao contrário do que pode parecer, comer bem não é se entupir de salada e abandonar para sempre os prazeres gastronômicos. Sabendo equilibrar as coisas, dá até para comer uma friturazinha ou a sobremesa favorita de vez em quando. O que não pode é fazer isso todos os dias pensando que a saúde não será prejudicada.

“A falta de nutrientes de uma alimentação irregular pode trazer doenças com maior facilidade. Com a imunidade baixa, a chance de entrarmos em contato com uma virose é maior. A longo prazo, a carência severa de nutrientes pode levar a doenças graves. Fora o ganho de peso quando se come mais gordura ou a perda de músculos quando se come menos carboidratos e proteínas. O ideal é buscar o equilíbrio”, ensina a nutricionista Fabiana Casé.

O primeiro passo

Se o hábito de se alimentar corretamente não vem de infância, não vai ser incorporado à rotina da noite para o dia. Mudanças eficazes acontecem devagar, uma vez que medidas radicais demais são facilmente abandonadas. O ideal é consultar um especialista que elabore um cardápio que se encaixe às suas necessidades, mas apenas prestar atenção no que vem colocando no prato já significa muito, sempre priorizando alimentos naturais e evitando açúcares e gorduras.

De acordo com Fabiana, um dos erros mais comuns é achar que pular refeições ajuda a emagrecer ou compensa excessos cometidos anteriormente: “A população em geral fica muito tempo em jejum e come em excesso na próxima refeição”. O corpo precisa de energia constantemente, daí a necessidade de comermos a cada 4 horas.”Outro erro é consumir suplementos achando que, dessa maneira, balanceia-se uma dieta”, complementa.

Para o seu bem

Essenciais para a manutenção da saúde, os alimentos funcionais devem ser presença constante no seu cardápio, como explica a nutricionista Fabiana Casé: “Esses são alimentos preventivos de doenças ou auxiliam o tratamento de alguma doença. Por exemplo, o ioguerte com lactobacilos especiais combate o intestino preso e também previne contra o câncer do intestino”.

Veja a lista do que não pode faltar no seu dia a dia: tomate, brócolis, mamão, semente de linhaça. Acerola, abóbora, cenoura, feijão, arroz integral, peixe, azeite, soja, leite fermentado, iogurte, alho, cebola, folhas verdes, aveia, maçã, chá-verde, milho, vinho …

Fonte: Cozinha Prática Emagreça com Saúde 2 – Vol. 4 – Pág. 16

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Ingresse seu nome

treze + vinte =